Skip to content

UM HORIZONTE DE MULTIPLICIDADE

18/05/2012

Divulgação

Reafirmando sua identidade, a Ap401 fez o lançou seu inverno 2012 com visão no comercial e continuação do apelo estético 

A Ap401 de Lucas Barros lançou a coleção do inverno 2012 em uma pequena reunião para aqueles que conhecem a marca na cidade. Amigos de Lucas e consumidoras estiveram na multimarca Mammoth Store para ver as peças nas araras da loja. Uma apresentação diferente das últimas, segundo o próprio designer, com um foco mais comercial.

“Eu não iria fazer lançamento do inverno, na verdade, ia apenas disponibilizar uma coleção online e na loja. Porém conversando com os parceiros comerciais, achamos legal fazer esta ação antes do online para as clientes e amigos. Por isso o formato mais comercial”, explicou Lucas sobre o formato diferente.

A coleção ‘Horizonte’ é uma continuação da descoberta do povoado Ilha do Ferro, que o designer iniciou no verão 2011 – onde as peças tiveram uma dose mais amena do overprinted típico da marca. O grande desafio desta temporada me parece ter sido o desejo de Lucas de se misturar com Frans Post, pintor holandês que esteve na comitiva de Nassau no Nordeste. Porém não há surpresa nisso, já que o criador está ligado a uma certa estética barroca em suas peças (vide as coleções Santo e Ilha).

É bobagem falar da estamparia, uma vez que ela é característica definitiva. A cartela de cores de tons cítricos como amarelo, laranja e verde em contraste com azul, vermelho e berinjela, também não vai muito além do que já foi feito. E nisso há aspectos positivos de constância e domínio do que se está fazendo. Lucas parece ter encontrado mais uma fórmula a ser explorada dentro de seu universo.

Há nas peças um incontestável privilégio da cor, além da imprecisão sobre a clareza do que se vê e da unidade sobre a multiplicidade, o que se liga diretamente ao trabalho de observação dos céus nublados e ao jogo do chiaroscuro de Post. Entretanto, o designer se voltou para formas bem revisitadas e não progride nesse sentido, apesar de ousar deixar os tecidos planos de fora e misturar texturas em vestidos, t-shirts, cardigans e saias.

Uma versão deste artigo foi publicada no suplemento Sala VIP, de O Jornal, em 13 de maio de 2012.

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: