Skip to content

O BRILHO DE MILÃO

09/03/2012

Em meio a tantas cores escuras o brilho dourado do inverno milanês confirma uma tendência de precedentes Hollywoodianos

Vez ou outra se ouve que a moda italiana é voltada para o homem, por causa da tradição difundida em alfaiataria e produção artigos de couro, porém na maior semana de moda da Itália, as grifes femininas exaltaram a beleza da mulher no inverno 2012.

Com a ajuda de um olhar específico para o passado e do dourado, presente em grande partes das coleções, os designers italianos criaram um ponta entre os elementos decorativos do passado e as atuais necessidades estéticas das mulheres modernas.

Donatella Versace, resgatando o espírito criativo de seu irmão – Gianni, morto em 1997 – cobriu com estampas e bordados reluzentes boa parte das peças de sua coleção. O uso intenso do dourado fez parte do estilo consagrado por Gianni Versace nos anos 1990. A inspiração para seu inverno veio do oriente, de Bizâncio e seu esplendor, mais precisamente.

Já a Dolce & Gabbana, que fez uma coleção com características extravagantes, foi buscar em seus raízes sicilianas a inspiração para o seu inverno 2012. A arquitetura do Barroco peculiar à ilha da Sicília, no sul da Itália, trazia tudo o que a dupla precisava para usar o dourado como o era no passado.

Ornamentos e arabescos brilhantes, misturados a transparência da organza de seda, trouxeram a tona o efeito chiaroscuro – uso estratégico de luz e sombra –, que a Ferragamo fez de forma semelhante e a Gucci explorou de maneira mais suave em seus longos vestidos estampados, sem a literalidade que beira o exagero.

Em um caminho mais moderno, Stefano Citron e Federico Piagg, diretores criativos da Gianfranco Ferrè, desenharam uma coleção onde a estrutura da roupa foi o ponto central. Cheias de recortes, as peças da grife misturaram peles e tecidos leves, tudo em tons escuros, que foram esquecidos logo que os vestidos dourados entraram na passarela.

A onda dourada se estendeu ao veterano Roberto Cavalli também usou o dourado em suas duas linhas, concentrando na marca mais jovem – a Just Cavalli – o look total na cor.

Parecia que tudo estava em perfeita sintonia com Meryl Streep, que no último domingo (26) recebeu seu terceiro Oscar, em um vestido completamente dourado da Lanvin, que Milão confirmou, ratificando os teóricos que tanto dizem que a moda vai das ruas para as passarelas.

This slideshow requires JavaScript.

Uma versão deste artigo foi publicada no suplemento Sala VIP, de O Jornal, em 04 de março de 2012.

One Comment leave one →
  1. Lili permalink
    14/03/2012 12:46

    Eu adoro a moda italiana. Uma coisa engraçada é que depois que volto de viagem da Italia passo um mês sem achar graça nas vetrines brasileiras. Já aconteceu com você?

    Agora eu tô paquerando esse sapatinho da Tod’s, olha só:
    http://mymallmag.themall.it/numero-49/tod’s-sofisticata-e-femminile-la-collezione-autunno-inverno-20122013/

    Bem, é isso aí. Seja bem vindo o inverno!🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: