Skip to content

BRITISH COLONY # INVERNO 2011

13/01/2011

British Colony faz um verão equilibrado reinventando os clássicos da vestimenta náutica

Todos estavam esperando ansiosos para o desfile da British Colony no segundo dia do Fashion Rio . A marca de Maxime Perelmuter fez um dos melhores desfile da temproada primavera verão 2011, e isso garantiu energia suficiente para que fashionistas e a imprensa fitassem o olho no design jovem e cool da marca.

De maneira geral a apresentação foi excelente, tanto no masculino quanto no feminino que desfilam juntos. Apesar de que em nenhum momento as linhas se diferenciarem, ssendo o desfile foi bem homogênio. Para melhor compreendermos a proposta da marca para ambos os sexos vamos considerar aqui separadamente. É importante dizer que as estampas desenvolvidas pela marca desde já são um dos itens desejáveis da temporada, que assim como Coven, teve sua inspiração na tapeçaria e grafismos étnicos com inclinação sulamericana.

 

British Colony nautica | Fotos: Charles Naseh / Site Chic

Masculino – Maxime começou o desfile com um casaco amarelo gema sobre a bermuda creme de barra também amarela. Nesse look já dava para perceber as formas que ele queria para o seu inverno: um geometria que parte do quadrado e explora outras possibilidades. As formas geométricas transformaram o torso masculino em um quadrado, que é amplo com as laterais afastadas do corpo e comprimento mais curto, na maioria dos casacos isso chegou a ser cropped (mais curto, parecendo cortado), sendo extremamente cropped em algumas peças que chegaram a ficar na linha da cintura alta masculina. Algumas das camisas eram assim também. Foi algo bom de se ver, que eu só havia vista algo parecido no masculino da Prada no último inverno, onde os modelos usaram um suéter cropped colorido, em tons semelhantes as cores da cartela da British Colony. Essa talvez seja uma imagem que seja difícil do homem lidar, é vanguardista, mas Maxime fez a aposta certa, e apresentou a ideia no inverno onde sobrepor ajuda a assimilação da ideia.

A  camisas trouxeram inovação no colarinho, que era curto e de leve transpasse, nas cores vivas da coleção, usadas nas bermudas de pegada cargo em tecidos de algodão com ou sem barra colorida. A marca reeditou o blazer da estação passadade corte triangular na frente – peça definitivamente apurada da coleção – em uma versão smoking de lapela sem recorte na cor creme sobre a calça estampada curta, com barra dobrada e sapato camurçado de cadarço – imagem do homem moderno. O recorte triangular aparece também no terno vermelho combinado com bermuda no styling de Daniel Ueda. Outra peça digna de apreciação é um blazer sem abertura frontal em lã, com um zíper na abertura de trás. Houve muitas coisas para homens  observarem  e desejar na apresentação vindas dos agasalhos nauticos.

 

Casaco e saia longa | Fotos: Charles Naseh / Site Chic

Feminino – Maxime trouxe o melhor da onda hippie da moda personificada na saia longa de abotoamento frontal, presa na cintura alta por um cinto fininho combinado com uma camisa branca e blazer longo , como o primeiro look feminino do desfile, ou com malhas de tricô ou ainda com casaquetos cropped de lã de mangas sutilmente amplas. As junções interessantes não pararam e se mantiveram dentro da linha de colocar algo mais pesado em cima, como casaco tipo trench coat de amarração sobre saia de seda esvoaçante e estampada.

A mistura foi tão saudável que nada pareceu saturado, a imagem era invernal e de forma simples se tornava mas fresca assumindo a forma de saião como blusa de um ombro só, sem problemas. Estava tudo amarrado sem se prender demais ao tema, que partia da reinvenção dos clássicos do universo navy. Isso explicava muito os tons acesos do desfile, a silhueta de corte reto, os motivos da estamparia, as listras bem posicionadas no tricô feminino.

A longa saia tulipa em uma mescla clara foi a imagem mais enigmática do desfile, que terminou com tons escuros,  findando no indesculpável preto, que não foi mesmo preciso depois de cores tão belas. Os marinheiros reinventados da British Colony vão garantir mais seis meses de espera e expectativas para o próximo desfile da marca, que mais uma vez apresentou um masculino forte!

This slideshow requires JavaScript.

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: