Skip to content

MFW SUMMER 2011 – GUCCI, O CLÁSSICO MODERNO!

23/09/2010

Frida Giannini reinventa o clássico na Gucci, em um verão que se utiliza da cor e caminha lado a lado com o couro em uma esfera que beira a inspiração country – rock.

GUCCI

Os primeiros looks coloridos do desfile da Gucci nesta quarta-feira em Milão, foram de encher os olhos. Em um primeiro momento parecia que eu estava vendo o trabalho eterno de Yves Saint Laurent, eram a suas cores: o roxo, o verde e o vermelho – na boca e nas unhas -, que junto com o dourado produziram looks vivos que são exatos para este verão. Raquel Zimmermann abriu o desfile em uma calça verde com cintura alta e cinto dourado com detalhe em corda. A silhueta proposta por Frida Giannini torna o quadril arredondado, dá destaque ao busto e marca a cintura, nada novo, é certo, mas teve outros pontos a se considerar.

O clássico reinventado da Gucci | Reprodução Vogue UK

No segundo momento do desfile, uma profusão de peças beges tomou a passarela, em calças que pareciam de montaria femininas , com o cavalo  em modelagem levemente saruel. Os top estavam recortados, cobertos com ilhoses e detalhes de amarrações em couro, assim como os cintos trabalhados em baixo relevo. Foi nesse mesmo momento que começaram a surgir a franjas,  que fariam um belo encerramento do desfile, presentes também em um vestido tecido em um minucioso trabalho de macramê.  Neste bloco bege, as peças tinha uma linha utilitária com grandes bolsos, as calças ganharam recortes abaixo do joelhos com abotoamentos pequenos e dourados que se estendiam até a barra. O bege então foi escurecendo, se aproximando mais do marrom e se misturando ainda mais do dourado. sendo combinado com botas pepe toe, com amarração, feitas de um material semelhante a palha e salto de madeira. Esse foi o bloco mais intenso do desfile, onde muitos elemento da coleção se misturaram. O country ficou sofisticado, ganhou glamour, como jaqueta de couro conhaque.

Couro, franjas, plumas e recortes par dar força ao verão da Gucci | Reprodução Vogue UK

A partir daí então, o defile entra em um terceiro momento, o preto, que teve os mesmo elementos presentes nos looks anteriores, apresentados em uma versão que se desligava de qualquer associação ao country, e passava a se ligar ao rock. A coisa mudou de tom, parecia agora que a mulher Gucci estava buscando uma fatalidade no look, em peças altamente arquitetadas, com tirinhas que passavam por ali e acolá. O bloco final do desfile com franjas, recortes e plumas fez do encerramento de uma apresentação quase perfeita, onde se teve muitos elemento que conversaram entre sim e se misturaram.

Veja o vídeo do desfile:

Claro que se os looks coloridos tivessem continuado teríamos algo memorável, a perfeição que faltou talvez , que foi diperdiçada na quantidade de bege, na neutralidade. Mas as cores não funcionariam muito bem com o trabalho em couro e ilhoses que deu certo nessa versão veraneia de Frida para os materiais. A apresentação de Gucci pode ser classificada como ótima, assim como foi a masculina. Ginnini mostra que sabe fazer o clássico ter cara de novo, sem correr o risco de ficar com cara de já vi isso antes a cada segundo.

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: