Skip to content

SPFW VERÃO 2011 – DAY 5

14/06/2010

E o quinto dia da SPFW foi assim:

DO ESTILISTA

Country girls de Sommer

A Do Estilista é dos desfiles mais agradáveis de ver! Algumas razões: pirmeira que Marcelo Sommer volta e meia nos leva a um universo imaginário. A segunda é que o casting do desfile é de pessoas normais, digo de gente que não é modelo, são amigos de Sommer. O verão idealizado por Sommer se passa em uma pelo mundo, uma coisa country, meio estadonudense, bem mais do que ciganos como ele porpôs. Sommer usou e abusou do jeans que domina, mas sem inovações, lavagem clara, como a tendência indica e volumes dado pelos babados nos vestidos ornados com alguns laçarotes. Trabalhou com várias cores, fortes e bordados que se espalharam através das palas, mangas das camisas masculinas. Os vestidos também tiveram xadrez, afinal country sem xadrez num dá! Sommer foi muito comercial e apesar de irreverente não apostou muito em seu lado criativo, que foi mais externo do interno, no que diz respeito a técnica.

E os country boys!

 NEON

Nautica Neon!

Dudu Bertholini e Rita Camparato imaginaram uma coleção nautica, altamente critiva e desejável. O tema é recorrente do verão, falar de sol, das praias, barcos e enfim. Porém, a imagem foi outra, claro que teve imagens comuns ao assunto, mas foi muito mais impactante, a comçar pela locção: o desfile foi ao lado de uma piscina olimpica em um clube em SP. Nos materiais da Neon nada de muito novo, e como é tendência na estação, tinha plástico! O desfile começou com Fernanda Tvares em um casacão branco e mais casacos branco vieram com a inspirção dos ombros Balenciga, seguidos por maiôs com recortes coloridos interessantes, como todo o resto do beach wear, que teve biquinis alá anos 80, asas deltíssimas! Mas o espetáclo da Neon continuou com com as blusas estampadas com motivos marinhos, e nós de marinheiros – aliás melhor estampa, esteve presente nos melhores looks do desfile. Em tudo o desfile da Neon causou, inclusive na modelo usando um vestido de plástico totalmente transparente! Mais do que nuca a marca mostrou sua marca!

JOÃO PIMENTA

Entrevista com João e seus vampiros.

João Pimenta estreiou na SPFW com pé direito. Em seu primeiro desfile fora da Casa dos Criadores ele quis falar de um verão de um homem do século XVIII e fez isso com muita propriedade e estilo. João toruxe a modelagem do século XVIII com direito a rendas, babados e tudo mais, fazendo um desfile que tinha toda uma atmsofera sexy, fetichista até, com uma pincelada forte do barroco. O homem de João veste muito bege em bermudas de afaitaraia até o joelho, algumas amplas, outras mais sequinhas. Algumas peças como casacos e sapatos, estavam cheias de laçarotes, o que junto com as rendas e os babadinhos criaram um clima delicado, meio feminino e completamente atrativo! Ao ver o defile, é fácil imaginar que dá para ser sexy vestindo aquele blazer, aquela camisa de babadinho… A primeira impressão que tive foi de estar com os figurante de Entrevista com o vampiro, filme americano de Niel Jordan, baseado no romance homônimo de Anna Rice, em uma passarela lotada de de vários exemplares de Tom Cruise e Brad Pitt, bem mais modernos, claro, mas tão sedutores quanto! Não há outra palavra para João, arrazou! 

AMAPÔ

Meninas da Amapô

O defile foi simplismente encantador, colorido, festivo e exuberante! A ampô criou um ar de brasilidade de festa, que refletia a cultura e efervecência do nordeste brasileiro! Amáveis foram as bolsas em forma de moringa, conquistou cem pontos com a brasilidade. O tecido marron que parecia um couro com brilho era o contraste perfeito, junto com as transparências, as franjas, tudo em um encaixe perfeito.

Meninos da Amapô

MARIO QUEIROZ

Os mouriscos de Mario Queiroz

Assim que bati o olho, parecia que eu estava  vendo Teobaldo Faruk, personagem de José Mayer na novala de Agnaldo Silva e Ricardo Linhares, A indomada. A esfera mourisca no desfile de Queiroz foi estremamente forte, desde a escolha do casting da beleza até os portais que refletiam uma pura viagem a Arábia. Mario Queiroz foi fiel aos tecidos e as formas, criando camisas de gola padre, em coposições de algodão e linho, preservando os tons neutros, típicos da vestimentas árabes. Havia nos looks um forte ar de conforto destilado pelas calças amplas com barra mais curta. Os blazeres vieram mais curtos também e retos com golas e lapelas menores. Mario quase não usou estampas a as que apareceram em poucos looks mostravam motivos de mosaicos árabes em azul! Ficou tudo muito bonito, o tema foi abordade sem ficar chato ou pesado. 

COLCCI

Fernanda, Shirley, Daiane e Gisele

Gisele Bundchen simplesmente parou a Bienal em sua passagem pela Colcci, ela ao lado de Shirley Mallmann, Fernanda Tavres e Reinaldo Gianecchini. A Coocci precisa causar deste jeito pra impressionar, se não… Na passarela nada de novidades, em sintonia com as tendências muitas telas, cores netras, estampas coloridas e cores fortes para diferenciar, além das transparências claro, em abundância no desfile. Fora isso nada de novo nas formas, no jeans, no contexto em geral. Misturou-se tendências e o resultado sem dúvida será de muitas vendas!

Gianecchini e os meninos

 

fotos: FFW – ₢Agencia  Fotosite
No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: