Skip to content

CONSIDERAÇÕES SOBRE O VERÃO 2010

04/05/2010

Com datas já definidas, line up prontos, a semanas de moda brasileiras começan a aquecer os motores da próxima temporada, e muita coisa do que passou pelas passarelas internacionais na último inverno, sem dúvida, refletirá na gama de tendências deste verão. Será possivel ver isso, por exemplo, nas cartela de cores do inverno. Algumas marcas que fugiram do verde militar, do caqui, acabaram apostando em cores como o branco, o bege e o camelo. Cores que facilmente funcionan no verão e já tem um histórico de boas vendas e aceitação.

Peça de Graça Ottoni para o verão 2010-11, a força da matéria-prima natural

Para clarear esta ideia, atentemos para a passarela de um dos eventos de moda brasileiro, o Minas Trend Preview – que tem como objetivo antecipar algumas das possíveis tendências que chegarão as lojas na próxima estação. O uso de materias que presam a linha da sustembilidade é uma onda crescente e talvez a mais forte, uma vez que isso insere a marca dentro de um grupo seleto de empresas que levantam essa bandeira. O evento apresentou, em muitos desfiles, várias peças feitas com materias naturais, como palha, ráfia, algodão orgânico e outros fios naturais. É uma forte tendência para a moda brasileira que dispõe de abundante matéria-prima para tal.

No tocante a cartela de cores, ela virá clara, regrada pelo branco. Viemos de verões intensos, onde houve muito preto e cores fortes. Este verão, ao que tudo indica, será ameno, com tons mais arenosos. Uma síntese desta fato foi o que o estilista Ricardo Almeida nos deu em seu desfile de encerramento do Minas Trend Preview. Fora do line up do SPFW, onde apresentava suas coleções, Almeida levou as passarelas o branco para o homem, muito branco. Isto automaticamente remete ao nicho que o branco encontrou nos profissionais da área de saúde. Na vestimenta brasileira, ultimamente, branco tem esse significado, o que é um desperdício para uma cor que permite tantas possibilidades.

RICARDO ALMEIDA - VERÃO 2010 por Marcio Madeira p. Portais de Moda / reprodução

Almeida propôs uma alfaitaria mais leve, não tão estruturada, porém ajustada e, seguindo a tendência, usou materias orgânicos como babu resinado e o linho com fios de seda. Além do branco o bege esteve presente na cartela de cores.  Seu desfile foi certamente um prenúncio muito digno nestes aspectos discorridos aqui.

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: