Skip to content

MILÃO MENSWEAR FALL/WINTER 2010

20/01/2010

Na visão geral o que se viu na semana da moda masculina de Milão são algumas pequenas tendências que já vem se arrastando a muito no universo masculino, listemos:
Formas: o militarismo continua dando suas voltas na cabeça dos estilistas. As calças continuam mais justas, não tão curtas como no verão. As camisas ainda seguem o mesmo shape.
Cores: o cinza é o que parece reinar, foi o carro chefe de muitas coleções, em várias tonalidades, contudo ao seu lado está o esperado verde, que pega carona no militarismo. O preto é de praxe.
Calçados e acessórios: a botas estiveram em todas as coleções em maior ou menor grau e variações. Embora no Brasil nosso clima não permita muito o uso dá para arriscar alguma coisa. Outra peça que brilhou foi o cachecol, bem usado, muitas vezes de forma discreta, outras vezes como peça principal.

Alexander McQueen
Overdose de print de Alexander McQueen em seu masculino com calças e ternos sequinhos. Toda a inovação ficou por conta da estampa de caveira amazing, que promete ser hit se ele usar no feminino também.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bottega Veneta
Um shape de aviador é o que propõe a marca para o inverno, com azul, vermelho e e um toque de verde, a provável cor do verão masculino.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

  

 

Burberry Prosum

Militarismo foi o que Christofer Bailey trouxe (novamente) para a Burberry, com cores típica sdo tal, com um belo acréscimo do azul petróleo (adorável). O famosos trenchcoat apareceram em cores como verde, o cinza e marron.
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dolce & Gabbana
Ainda no clima da campanha de verão, a Dolce e Gabbana traz a passarela seu homem siciliano, levemente austero, sensual. Em alguns momentos lembra um boxer de luxo, pelas claças de moleton justas. E a gravata fininha que a dupla Dora sempre…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Ermenegildo Zegna
Impecáveis, como sempre, com as melhores gravatas de Milão, assim foi o desfile de Zegna. Onde o verde esteve presente também na cartela de cores, um verde meio militar, sem muita vida.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Gianfranco Ferré
Em tons de cinza Tommaso Aquilano e Roberto Rimondi exploraram o vestuário da cavalaria medieval introduzindo muito couro preto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

 

Giorgio Armani
Armani vem de típico parisiense, em suas cores habituais misturadas com muito cinza. A coleção foi leve e aparentemente de idade mais madura.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Gucci
Talvez Frida Giannini seja melhor no masculino do que no feminino. A coleção outono inverno foi desejável mesmo, um marrom e um bege que a tempo não clareavam o inverno que tem sido de Black total.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jil Sander
Raf Simons é um expert no que faz, nesta estação sua alfaitaria é incrivelmente bem construida e recortada, o que resultou num ar atemporal as roupas. A primeira vista pode até passar desapercebido, mas não dá, é Raf Simons!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Prada
Miuccia desta vez trouxe um garoto comportado, que sabe como se vertir de maneira tradicional e até mesmo usar certos elementos de maneira diferente, como é o caso do suéter justo, pequeno, que esteve em muitos looks da Prada neste inverno. Inverno que veio com o marrom como cor principal.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pringle of Scotland

Com leve inspiração no box, a Pringle of Scotland talvez vestiria os boxers campeões consagrados. Neste inverno o styling da coleção parece que ficou estremamente funcional por causa do cachecol presente em quase todos os looks!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Roberto Cavalli
As calças de Cavalli são inusitadas, com fechamento lateral na banhiha, coisa muito legal! O xadrez também aparece, não em profusão, mas ainda se faz presente nas camisas e calças. O tom da coleção é de um punk sofisticado demais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Salvatore Ferragamo
O homem dos pampas é o que inspirou Missimiliano Giorneti no inverno da Salvatore Ferragamo. Isto fia evidenciado nas formas soltas, nas botas, na maneira de se cobrir com a manta, de usar o cachecol.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Versace
Couro, muito couro, foi o que Donatella Versace escolheu para seu inverno, nos looks quase todos black total. A coleção foi interessante, direta no quesito estrutura. Construída no que Donatella disse ser ‘uma volta aos antigos valores’ da marca.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fotos: Vogue UK

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: